Veja os resultados de outras Loterias

Mega
Lotomania
Quina
Lotofácil
Dupla
Timemania
Federal

Central ordenará distribuição de pacientes em hospitais do Piauí

  • Por:  
  • Publicado em Piauí
Publicidade

Um novo projeto pode diminuir a agonia de quem espera por uma vaga para ser internado. A partir de segunda-feira (2) começa a funcionar a Central de Regulação de Leitos, que vai ordenar a distribuição de pacientes nos hospitais do Piauí.

Quatro médicos em regime de plantão estarão na Central definido para onde os pacientes serão transferidos. O contato será feito através de um número 0800, entre os profissionais de saúde, onde eles terão um banco de dados com as vagas disponíveis e dependendo da gravidade do caso, a decisão será tomada.

"Todos os hospitais são demandantes para a regulação. As unidades acionam a Central solicitando a internação de determinado paciente, conforme a necessidade daquele caso. Será atendido pela nossa vídeo fonista, triado pelo médico regulador e direcionado para onde for especificado o caso", explicou a coordenadora da Central de Regulação  de Internação, Luciane Formiga.

Por ser uma unidade porta de entrada para casos de urgência e emergência, o Hospital de Urgência de Teresina (HUT) é um dos que mais sofre com a falta de regulação dos leitos. O hospital diariamente recebe muitos pacientes que já vêm de outras unidades de saúde da capital e interior do Piauí.

Outro dificuldade ocorre quando o estado de saúde é estabilizado. Em muitos casos, os pacientes chegaram a aguardar meses para conseguir vagas em hospitais de retaguardas como Hospital Getúlio Vargas e Hospital Universitário.

"Hoje nós temos mais de 80 pacientes nessa situação, que não têm para onde ser encaminhados ou transferidos. Eles apresentam quadro estável, diagnóstico definido, só esperando concluir tratamento", declarou o diretor do HUT, Gilbeto Albuquerque.

Com a ordenação do fluxo de pacientes, o diretor acredita que a superlotação deve diminuir. O Hospital de Urgência não vai tomar a decisão sozinho sobre o destino dos pacientes. Nos 10 primeiros dias, durante o período de adaptação, a Central de Regulação trabalhará somente com o Hospital de Urgência de Teresina (HUT) e depois disso todos os hospitais públicos do estado serão obrigados a informar as vagas disponíveis e atualizá-las diarimente. Casos de urgência e emergência vão continuar sendo regulados pelo Serviço de Urgência Móvel (Samu), por meio do 192.

O objetivo da nova Central é organizar e garantir a internação com mais rapidez. "Um paciente de Campo Maior e que precisa de transferência para Teresina, por exemplo, já sai da cidade sabendo para onde vai e quem recebê-lo estará informado da sua situação, além do tipo de tratamento necessário", relatou a diretora de regulação da Secretaria de Saúde do Piauí, Patrícia Batista.


Adicionar comentário

Importante: O conteúdo postado neste espaço é de responsabilidade do autor.


Código de segurança
Atualizar

Entre para postar comentários