Veja os resultados de outras Loterias

Mega
Lotomania
Quina
Lotofácil
Dupla
Timemania
Federal

Agricultor do Piauí pode ser primeiro humano com febre do Nilo no país

  • Por:  
  • Publicado em Piauí
Publicidade

Um agricultor de 52 anos pode ser o primeiro ser humano diagnosticado com a febre do Nilo Ocidental do país. A vítima não identificada esteve internada por 20 dias no Hospital de Doenças Infecto Contagiosas Natan Portela, em Teresina, e teve alta nesta segunda-feira (29). Segundo a Secretaria de Saúde do Piauí (Sesapi), um exame inicial confirmou que o paciente estava infectado pelo vírus, mas um novo teste foi solicitado para comprovar a doença.

Especialistas do Ministério da Saúde e Fundação Evandro Chagas estiveram ainda em Teresina na sexta-feira (26) e mais uma vez o caso foi confirmado. De acordo com a diretora de Vigilância em Saúde da Sesapi, Telma Evangelista, o agricultor está paralítico, com sintomas de febre alta, tremores, dor de cabeça, meningite e diarreia.

"O paciente trabalha como agricultor na fazenda de um veterinário na zona rural de Itainópolis, Sul do Piauí. Quando ele começou com os sintomas chegou a ser levado para a unidade de saúde da cidade onde mora e encaminhado para o Hospital de Urgência de Teresina. Somente depois ficamos sabemos do caso e o levamos para o Natan Portela, onde foi diagnosticado com a encefalite e caso seja realmente confirmado no segundo exame a febre do Nilo, será o primeiro caso humano no Brasil", contou.

Telma Evangelista revelou ainda que com o agricultor tem contato direto com os animais, técnicos da Sesapi coletaram mosquitos e sangues de animais do local onde ele trabalha. "Foram coletados amostras principalmente de cavalos, já que os equinos são mais prováveis de serem contaminados e passarem o vírus através do sangue ao mosquito transmissor. Ao ser picado o homem contrai a doença", explicou.

Não há tratamento nem vacina disponível para humanos. Para os casos severos, a internação é obrigatória devido à necessidade de terapia intensiva, reposição intravenosa de líquidos, manejo das vias aéreas, prevenção de infecções secundárias, entre outras. O tratamento é sintomático, atingindo apenas os sintomas que esse paciente estiver apresentando.


Adicionar comentário

Importante: O conteúdo postado neste espaço é de responsabilidade do autor.


Código de segurança
Atualizar

Entre para postar comentários