Veja os resultados de outras Loterias

Mega
Lotomania
Quina
Lotofácil
Dupla
Timemania
Federal

Biomédico é um 40 voluntários do Piauí que irão atuar durante a Copa

  • Por:  
  • Publicado em Piauí
Publicidade

Enquanto milhões de brasileiros vão parar para torcer pela seleção canarinho durante a Copa do Mundo outros milhares integrarão o time de voluntários que irão trabalhar no mundial que inicia dia 12 de junho. Do Piauí foram escaladas 40 pessoas para auxiliar turistas nas cidades sedes. O G1 conseguiu conversou com o biomédico Daniel Lima, 30 anos, selecionado entre os mais de 143 mil que se inscreveram no Programa Brasil Voluntário, do governo federal.

Daniel Lima é um dos 143 mil que se inscreveram no Programa Brasil Voluntário (Foto: Daniel Lima/Arquivo Pessoal)Daniel Lima é um dos 143 mil que se inscreveram no Programa Brasil Voluntário (Foto: Daniel Lima/Arquivo Pessoal)

Natural de Valença, cidade ao Sul do estado, a 187 km de Teresina, Daniel Lima, que já vem participando dos treinamentos, disse que o trabalho está sendo uma experiência única em sua vida. O contato com brasileiros de outros estados e voluntários estrangeiros tem motivado ainda mais o piauiense.

“É um enriquecimento tanto profissional como pessoal. Está sendo possível colocar em prática o que aprendi em quatro anos de faculdade, além do mais, tenho contato com diferentes culturas”, destacou.

Daniel Lima e outros 30 piauienses pediram para atuar na cidade de Fortaleza, Ceará, que receberá as seleções do Uruguai e Costa Rica para a primeira partida do Grupo D na rodada 1 do mundial dia 14 de junho. Para estes voluntários nada de ingressos ou credenciais para acompanhar os jogos. Eles serão responsáveis por ajudar torcedores nos estádios, aeroportos e outros lugares estratégicos.

“O primeiro contato que tive com o programa de forma presencial foi mês passado quando ofereceram um treinamento de segurança e Primeiros Socorros. Em seguida foi abordado o tema Integração no qual aprendemos a lidar com o público que participará da Copa do Mundo”, contou Daniel.

Durante o curso de línguas ofertado nos treinamentos Daniel já colocou à prova o espanhol e é um forte candidato a ser chamado para atuar no Centro Aberto de Mídia (CAM) para auxiliar jornalistas brasileiros e estrangeiros da imprensa não credenciada. Ao final dos treinamentos Daniel Lima também poderá ocupar o banco reserva de voluntários para atuar como socorrista já que é biomédico e tem afinidade com a área de saúde.

Segundo pesquisa feita a pedido do Ministério do Turismo pela Fundação Getúlio Vargas, 42% dos turistas têm o intuito de comparecer à Copa do Mundo por serem amantes do futebol, enquanto 30% são atraídos pelas características brasileiras, como praias, florestas, danças e gastronomia. Há ainda 20% desse total que configura um grupo de exploradores ávidos por novas aventuras e descobertas.

A mesma pesquisa mostra que 80% dos estrangeiros entrevistados nunca visitaram o Brasil, e que 70% enxergam o destino como um fator positivo para presenciarem o mundial. São esperados 600 mil turistas estrangeiros e três milhões de brasileiros durante os jogos.

Os convocados para jogar na seleção do Programa Brasil Voluntário receberão uniforme e alimentação correspondente ao período de atuação, que é de quatro horas diárias. Os custos de transporte também são garantidos pelo governo federal a cada dia de atuação, no perímetro da cidade-sede.

“Muitos questionam o porquê trabalhar de graça para o governo. Costumo dizer que isso é uma troca, trabalho de graça para eles e recebo o conhecimento, a experiência que jamais teria se não houvesse esse megaevento. Sabemos ainda que nosso país é bem carente de subsídios educacionais, saúde, segurança, mas ainda consigo ver a Copa do Mundo no Brasil como algo positivo, pois haverá uma grande movimentação financeira e espero que nossos governantes apliquem bem essas finanças”, avaliou o biomédico.

Neste domingo (25) encerra o último módulo de treinamento presencial do programa cuja capacitação é coordenada pela Universidade de Brasília (UnB). Os encontros são realizados simultaneamente nas doze cidades que receberão o torneio. Quatro módulos foram apresentados, com aulas intercaladas entre as cidades: Segurança e Primeiros Socorros, Integração, Turismo e Mobilidade.


Adicionar comentário

Importante: O conteúdo postado neste espaço é de responsabilidade do autor.


Código de segurança
Atualizar

Entre para postar comentários