Veja os resultados de outras Loterias

Mega
Lotomania
Quina
Lotofácil
Dupla
Timemania
Federal

Sem vistoriador, processos se acumulam na Ciretrans de Floriano

  • Por:  
  • Publicado em Piauí
Publicidade

Há mais de 15 dias a Circunscrições Regional de Trânsito de Floriano (Ciretrans), Sul do Piauí, está sem vistoriador. Por conta disso os processos que requer assinatura do profissional estão parados. De acordo com a coordenação do órgão, diariamente são feitos oito atendimentos entre primeiro emplacamento, transferência de veículo e segunda via do Documento Único de Transferência (DUT). Com o setor paralisado, mais de 100 atendimentos deixaram de ser feitos.

Segundo o coordenador da Ciretrans Francisco Alves, o servidor responsável pelo setor está desde o dia 11 de junho de licença médica e a pessoa que entrou para substituí-lo teve que ser afastada.

“Uma pessoa do Detran em Teresina ligou pedindo que suspendesse o serviço porque não tinha quem autorizasse o pagamento da pessoa que estava substituindo o servidor de licença. Isso para nós é triste porque o usuário sofre e o serviço público não pode parar”, disse o coordenador.

Sem vistoriador, o serviço vai se acumulando. Em uma emplacadora visitada pela reportagem há mais de 100 processos parados. “A gente fica aqui com o processo parado mesmo com todas as taxas pagas, no ponto de emitir o documento e não podemos fazer porque não tem quem assine. Tá difícil”, disse Hélio Mesquita, proprietário da emplacadora.

Quem sofre com a paralisação é o usuário. Carlos José mora em Brasília e foi para Floriano curtir a temporada de férias e aproveitou para comprar um carro. O agente administrativo pensou que adquirindo o veículo no Piauí teria mais facilidade para emplacar. No entanto, ele não sabia que enfrentaria um problema.

“Como moro em Brasília onde a burocracia é muito grande achei que aqui conseguiria comprar e emplacar o carro com mais facilidade e aí chego aqui e não tem vistoriador para assinar a documentação”, lamentou.
Ainda conforme a coordenação do órgão, a Ciretrans ainda vai ficar uns 15 dias sem o serviço. “Isso é um caos já que Floriano atende a outros municípios e esse é um atendimento essencial dentro do órgão”, disse o coordenador.


Adicionar comentário

Importante: O conteúdo postado neste espaço é de responsabilidade do autor.


Código de segurança
Atualizar

Entre para postar comentários