Veja os resultados de outras Loterias

Mega
Lotomania
Quina
Lotofácil
Dupla
Timemania
Federal

Família fica em silêncio na chegada do corpo de camelô a Teresina

  • Por:  
  • Publicado em Piauí
Publicidade

O corpo do vendedor ambulante Carlos Augusto Muniz Braga, 30 anos, chegou por volta das 16h deste sábado (20) ao aeroporto Petrônio Portela, em Teresina. Duas irmãs da vítima, que foi morto após ter sido baleado por um policial militar em São Paulo, na quinta-feira (18), acompanharam o voo e não quiseram falar com a imprensa.

Caixão com o corpo de Carlos Augusto sendo transportado no aeroporto de Teresina (Foto: Egídio Brito/TV Clube)Caixão com o corpo de Carlos Augusto chega a
Teresina (Foto: Egídio Brito/TV Clube)

Primeiramente o caixão estava presvisto para ter chegado ao Piauí às 12h30, mas houve um problema com a conexão do voo em Brasília, fato que ocasionou um atraso de mais de três horas.

Uma ambulância fará o transporte do corpo até Simplício Mendes, localizada a 416 km de Teresina, cidade natal de Carlos e onde ainda moram seus pais e outros familiares. O velório do vendedor deve começar por volta das 23h e o enterro está programado para as 16h deste domingo (20).

Entenda o caso
Carlos Augusto Muniz Braga, 30 anos, morreu após levar um tiro na cabeça, disparado por um policial militar, que participava de uma operação na Rua Doze de Outubro, Lapa, na Zona Oeste de São Paulo, na quinta-feira (20). A polícia fazia uma operação de combate à venda de produtos piratas na região. Segundo a PM, os camelôs se revoltaram e passaram a atacar os fiscais da Prefeitura e os policiais militares.

Na ocasião, três policiais faziam a prisão de outro ambulante quando Carlos tentou tirar uma lata de spray de pimenta da mão do policial Henrique Bueno de Araújo.  O PM reagiu e atingiu o vendedor com um tiro na cabeça. Ele morreu em seguida.


Adicionar comentário

Importante: O conteúdo postado neste espaço é de responsabilidade do autor.


Código de segurança
Atualizar

Entre para postar comentários