Veja os resultados de outras Loterias

Mega
Lotomania
Quina
Lotofácil
Dupla
Timemania
Federal

Bairros de Teresina permanecem sem água há mais de 24 horas

  • Por:  
  • Publicado em Piauí
Publicidade

Muitos bairros de Teresina permanecem sem água nesta sexta-feira (19) há mais de 24 horas. Na Vila Irmã Dulce, Zona Sul da capital, alunos do Centro de Educação Infantil Santa Francisca Cabrini foram liberados ainda na quarta-feira (17) devido à falta de água. O problema aconteceu depois que uma das bombas da Estação de Tratamento IV (ETA) apresentou defeito e teve que ser recuperada. Segundo a Agespisa, o trabalho foi concluído por volta das 18h dessa quinta-feira (18) e o abastecimento será restabelecido de forma gradativa.

A vice-diretora da creche municipal Fabiana Andrade disse que a escola não teve condições de manter as crianças sem água. “São crianças pequenas e aqui temos que servir lanche, levá-las ao banheiro e sem água fica complicado. Não costumamos despachar os alunos porque aqui é uma região perigosa e precisamos mantê-los aqui, mas sem água não dá. Os pais ligam querendo saber se a escola vai funcionar”, disse.

Na unidade escolar são atendidas 200 crianças em dois turnos. Nesta sexta-feira as aulas só serão retomadas caso a água volte até 12h.

Moradores da Vila Palitolância, Porto Alegre, Torquato Neto, Esplanada, Santa Clara e outros bairros da Zona Sul, também permanecem sem água. Na Zona Leste e Sudeste o abastecimento ainda não foi 100% normalizado.

No posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF) da BR-316, algumas pessoas fizeram fila para pegar água. José dos Santos, auxiliar de pedreiro, contou que mora em uma área onde o problema com a falta de água já é corriqueiro. No entanto, quando a produção para na Estação de Tratamento a situação piora.

“Percorro um quilômetro para vir buscar água aqui pelo menos duas vezes por dia pra gente poder tomar banho e fazer comida. Estamos há seis dias sem água, mas a conta vem e ás vezes com juros porque a gente não tem sempre como pagar. No entanto, água não tem”, reclamou.

A monitora escolar Maria Zilda, também teve que sair de casa para buscar água no posto. “Lá em casa tem um monte de roupas sujas e uma pilha de louça. Não tem como lavar tudo. Aqui esse problema se arrasta há mais de dois meses e a água quando vem é de madrugada, temos que acordar para encher os galões”, disse.

A Agespisa informou que o fornecimento de água está sendo normalizado gradativamente. Segundo a empresa, na noite de quinta-feira muitos bairros já estavam sendo abastecidos e A recomenda ainda o uso racional da água para permitir a regularização total do sistema.

Os casos de emergência deverão ser comunicados pelo telefone 0800 086 8888. O serviço funciona 24 horas, inclusive nos feriados. A ligação é gratuita também de telefones celulares.


Adicionar comentário

Importante: O conteúdo postado neste espaço é de responsabilidade do autor.


Código de segurança
Atualizar

Entre para postar comentários