Veja os resultados de outras Loterias

Mega
Lotomania
Quina
Lotofácil
Dupla
Timemania
Federal

Sem espaço para recreio, crianças assistem 4h seguidas de aula no PI

  • Por:  
  • Publicado em Piauí
Publicidade

As crianças que estudam na Escola Municipal Lea Leal, localizada no bairro Satélite, Zona Leste de Teresina, assistem quatro horas de aula seguidas porque não contam com um espaço adequado para a recreação. A pedagoga Tatiana Teixeira explicou que a hora do recreio, que é o momento de descanso e brincadeiras, não existe nessa escola já que o pátio foi destinado ao Programa Mais Educação e no mesmo horário recebe outros estudantes.

“Os nossos alunos não têm recreio porque a gente cedeu o espaço que eles tinham para o Mais Educação. Eles entram às 7h e ficam até às 11h; entram 13h e saem 17h, são quatro horas corridas de aula”, disse a pedagoga.  Esse não é o único problema enfrentando pela direção porque a falta de professores também está prejudicando o ensino dos estudantes. “Eles (alunos) só estão tendo aula três vezes por semana, todas as três turmas. E agora o terceiro ano ficou ainda mais prejudicado porque não tem professor. A Secretaria Municipal de Educação já sabe, eles têm conhecimento disso”, acrescentou Tatiana.

Ao todo, 150 alunos estão matriculados nesta unidade escolar. Os pais reclamam da situação e pedem uma solução urgente.  “A minha reclamação é essa: que eles mandem os professores para os nossos filhos porque eles não podem ficar sem aula”, disse a cabelereira Maria do rosário de oliveira.

Falta Estrutural
Já no Centro de Educação Infantil Tia Kininha, no bairro Alto Alegre, Zona Norte de Teresina, a realidade é a falta de estrutura do prédio. A professora Daniela Sotero declarou que o espaço existe há 30 anos e nunca passou por uma reforma. “Nós não temos a ajuda de ninguém. Já tem quase 30 anos e nunca teve reforma. A gente faz o que pode, mas é muito complicado”, lamentou.

No local, parte do pátio se transformou em sala de aula porque as existentes não atendem toda a demanda, não existe azulejo no piso e, por isso, uma funcionária precisa jogar água para diminuir a poeira. Além disso, as paredes estão danificadas e apenas dois ventiladores funcionam.

A Secretária Municipal de Educação recebeu os casos e afirmou que irá realizar os mecanismos necessários para reverter as situações denuncidas na reportagem do PI TV 1ªEdição (video acima).


Adicionar comentário

Importante: O conteúdo postado neste espaço é de responsabilidade do autor.


Código de segurança
Atualizar

Entre para postar comentários