Veja os resultados de outras Loterias

Mega
Lotomania
Quina
Lotofácil
Dupla
Timemania
Federal

Aulas no museu estimulam alunos a conhecer a história do Piauí

  • Por:  
  • Publicado em Piauí
Publicidade

Museu do Piauí - Casa de Odilon Nunes (Foto: Catarina Costa/G1)Museu do Piauí - Casa de Odilon Nunes (Foto: Catarina Costa/G1)

“O museu é uma extensão da sala de aula”. Com essa expressão, a diretora do Museu do Piauí Dora Medeiros comenta que os principais visitantes da Casa Odilon Nunes são os estudantes. Para ela, a dinamização da Casa com o desenvolvimento de atividades educativas e culturais passou a atrair ainda mais os estudantes que saem das salas de aulas para conhecer a história do Estado para além dos livros.

Dora comentou que anualmente o museu chega a receber em média 13 mil visitantes, em sua maioria estudantes de escolas privadas e públicas. “Nosso público é predominantemente estudantil. Temos um calendário de eventos que vai sendo realizado ao longo do ano, e isso atrai ainda mais visitantes. Nesse calendário, procuramos oferecer exposições, oficinas e aulas temáticas”, disse.

Dora Medeiros, diretora do Museu do Piauí (Foto: Carlienne Carpaso/G1)Dora Medeiros, diretora do Museu do Piauí
(Foto: Carlienne Carpaso/G1)

A diretora também destacou que fora os estudantes, o público que visita o museu é pequeno. “O número de visitações também sofre uma redução quando os professores ou os motoristas/cobradores de ônibus ficam em greve porque como nosso público é praticamente feito por estudantes, a partir do agendamento das escolas, eles ficam sem visitar o espaço”, acrescentou Dora.

O museu do Piauí surgiu no ano de 1934 em uma seção do Arquivo Público, mas foi oficializado em 1941 através do Decreto Lei Nº355, recebendo em 1980 uma sede própria na Praça Marechal Deodoro da Fonseca, mais conhecida como Praça da Bandeira, no Centro de Teresina, sendo tombado como Patrimônio Histórico Estadual no dia 10 de outubro de 1999 pela lei Nº4515. O casarão foi uma das primeiras residências de Teresina e chegou a abrigar a sede do governo da província. 

Alunos assistem aula sobre a Cajuína no Museu do Piauí (Foto: Carlienne Carpaso/G1)Alunos assistem aula sobre a Cajuína no Museu do Piauí (Foto: Carlienne Carpaso/G1)

 


Atualmente, o museu conta com cerca de sete mil peças expostas em 16 salas. “Nós somos um museu histórico, mas com um acervo bastante eclético, de aproximadamente sete mil peças de várias áreas, que começa na pré-história até a contemporaneidade. A exposição das peças do museu é feita por salas. Ao todo, nós temos 16 espaços e cada um deles possui uma nomenclatura: a sala terra, onde há peças mais antigas, como os fósseis, e a sala homem, que traz material de arqueologia”, explicou Dora.
 

Professora Erica Soares (Foto: Carlienne Carpaso/G1)Professora Erica Soares fala da importância
  (Foto: Carlienne Carpaso/G1)

Para a professora Erica Soares os alunos conseguem entender melhor a história do Piauí através de uma visita guiada no museu. Além disso, eles aprendem com mais animação porque visualizam presencialmente os objetos que eles só tinham contato por meio das figuras publicadas nos livros. 

“Os estudantes gostam de vir ao museu porque chama ainda mais a atenção deles já que eles conhecem a história do Piauí de uma maneira diferente ao invés de ficar só dentro da sala de aula. Nessas aulas, temos a oportunidade de fazer uma atividade diferenciada, por exemplo, eles estão o tempo todo fazendo anotações porque quando a gente voltar para a sala de aula vai haver um estudo dirigido para debatermos cada um dos espaços visitados”, explicou Erica.

Já a estudante Jessyca Karoliny declarou que assistir uma aula por entre as exposições do Museu do Piauí é uma forma misturar diversão com responsabilidade. Para ela, visitar o museu é como se pudesse ver a história do Piauí com os próprios olhos.

Serviço
O Museu do Piauí – Casa Odilon Nunes, localizado na Praça Marechal Deodoro da Fonseca mais conhecida como “Praça da Bandeira”, funciona de terça a sexta, das 8h às 17h30, e aos sábados e domingos, das 8h às 12h. Nas segundas, o museu é fechado para limpeza. Os alunos de escolas públicas possui entrada gratuita enquanto os demais visitantes pagam o valor simbólico de R$2.


Adicionar comentário

Importante: O conteúdo postado neste espaço é de responsabilidade do autor.


Código de segurança
Atualizar

Entre para postar comentários