Veja os resultados de outras Loterias

Mega
Lotomania
Quina
Lotofácil
Dupla
Timemania
Federal

Polícia retira ligações clandestinas que desviavam água de adutora no PI

  • Por:  
  • Publicado em Piauí
Publicidade

Após denúncias da falta de água na região Sul do Piauí, a Polícia Militar decidiu deflagrar esta semana a Operação Bay Passe e constatou várias ligações clandestinas da Adutora do Poço Marruás. Segundo o tenente Antônio Milton, durante três dias da ação policial mais de 30 desvios foram retirados nas cidades de Simões, Caridade do Piauí, Curral Novo, Jacobina e Patos.

"Moradores relataram que a água não estava conseguindo chegar nas torneiras das cidades que dependem da adutora e mesmo assim as cobranças estavam vindo para as casas. Durante a operação fizemos vistorias nas propriedades da região e encontramos até uma minibarragem feita com água desviada e mais de três carradas de canos foram retiradas da localidade", contou.

De acordo com o tenente, a operação iniciou na quarta-feira (9), mas continua por tempo indeterminado até que se retire todos os desvios. A polícia tem também registrado boletim de ocorrência dos proprietários dos terrenos com ligações clandestinas e Agência de Água e Esgotos do Piauí (Agespisa) comunicou que vai acionar na Justiça os responsáveis pelos desvios.

O presidente da Agespisa, José Augusto Nunes, informou que o mesmo trabalho foi feito há cerca de dois anos na região, quando a adutora foi instalada. "Infelizmente, os infratores voltaram a agir. Eles utilizam água tratada para abastecer açudes, irrigar plantações, criação de peixe e para os carros-pipa", destacou.

José Augusto explicou que qualquer perfuração em uma adutora altera a pressão interna e desestabiliza o sistema de abastecimento. As cidades mais afetadas com as ligações clandestinas são Curral Novo, Caridade e Simões, onde os moradores só recebem água à noite.

"Técnicos da Agespisa estão retirando as ligações clandestinas e fazendo os reparos na adutora. Os primeiros resultados começaram a surgir e o abastecimento em Curral Novo já melhorou. Vamos continuar com a ação e acionar o Ministério Público para adotar as providências cabíveis", ressaltou o presidente.


Adicionar comentário

Importante: O conteúdo postado neste espaço é de responsabilidade do autor.


Código de segurança
Atualizar

Entre para postar comentários