Veja os resultados de outras Loterias

Mega
Lotomania
Quina
Lotofácil
Dupla
Timemania
Federal

Polinter tem risco de motim após transferência de presos da Central

  • Por:  
  • Publicado em Piauí
Publicidade

Após rebelião na terça-feira (5) que destruiu parte da estrutura da Central de Flagrantes, alguns presos foram transferidos para a Delegacia de Polícia Interestadual (Polinter). Diante disso, o Sindicato dos Policias Civis de Carreira do Piauí (Sinpolpi) realizou na manhã desta sexta-feira (8) uma manifestação contra a custódia desses detentos pela Polícia Civil.

Presos em uma das celas da Polinter em Teresina (Foto: Sindicato dos Policiais Civis )Presos em uma das celas da Polinter em Teresina (Foto: Sindicato dos Policiais Civis )

Segundo informações do diretor jurídico do Sinpolpi, Constantino Júnior, a Polinter não tem estrutura para manter presos e não seria a sua função fazer essa custódia. Além disso, a delegacia não dispõe de policiais suficientes para fazer a guarda. “A Polinter não tem condições de fazer a custódia, principalmente porque em outubro de 2013 teve uma rebelião onde os presos danificaram uma das grades da cela do distrito. A grade foi recuperada, mas mesmo assim o risco de motim é grande. Além disso, a polícia não tem agentes suficientes para ficar no controle na delegacia”, explicou o diretor.

Segundo o delegado Riedel Batista, delegado da Polinter, a delegacia realmente não tem condições de fazer a custódia dos presos, mas ele entende que é uma situação emergencial. “Concordo com o sindicato e reconheço a possibilidade de motim, mas é uma situação emergencial diante do ocorrido na Central de Flagrantes. Essa é uma situação que será regularizada. Acreditamos que os detentos serão transferidos, ou para a Central ou para o sistema prisional, até o fim da semana”, contou o delegado.

A Polinter estava anteriormente com 16 detentos que foram transferidos, mas 10 foram encaminhados para presídios e seis ainda permanecem na delegacia. O 25º Distrito Policial também recebeu quatro presos da Central de Flagrantes.

Caso em 2013
Os presos da Delegacia de Polícia Interestadual (Polinter) iniciaram uma rebelião e tentaram fugir no dia 1° de outubro de 2013. Durante o motim 14 homens chegaram a danificar uma das grades da cela do distrito, mas não conseguiram escapar.


Adicionar comentário

Importante: O conteúdo postado neste espaço é de responsabilidade do autor.


Código de segurança
Atualizar

Entre para postar comentários