Veja os resultados de outras Loterias

Mega
Lotomania
Quina
Lotofácil
Dupla
Timemania
Federal

Lojistas reclamam de prejuízos por conta da greve dos comerciários

  • Por:  
  • Publicado em Piauí
Publicidade

Comerciantes do Centro de Teresina reclamam dos prejuízos causados pela redução de vendas devido à greve dos comerciários que chegou ao seu quinto dia nesta segunda-feira (7). Os empresários denunciam que durante as manifestações membros do sindicato dos comerciários estão obrigando os trabalhadores a fecharem as lojas.

Lojas ficaram fechadas durante manifestação do Sindicato dos Comerciários de Teresina (Foto: Gil Oliveira/ G1 PI)Lojas ficaram fechadas durante manifestação em Teresina (Foto: Gil Oliveira/ G1 PI)

Segundo o presidente do Sindicato dos Lojistas (Sindlojas), Luiz Antônio, além dos prejuízos com a falta de vendas, alguns empresários tiveram a loja invadida pelos manifestantes. “Essas pessoas que estão se manifestando não tem perfil de comerciários, são na verdade vândalos que estão fazendo baderna no Centro. Estão jogando bombas nas lojas, durante esses cinco dias de manifestações já quebraram vitrines, atiram rojões sobre um colchão que pegou fogo e quase o incêndio atinge a loja”, contou Luiz Antônio.

Lojas há cinco dias estão fechando por conta da greve dos comerciários de Teresina (Foto: Gil Oliveira/ G1 PI)Boa parte das lojas fecham durante os atos dos
grevistas (Foto: Gil Oliveira/ G1 PI)

O empresário Raimundo Nonato disse que os prejuízos já se acumulam em sua loja. “Conheço a reivindicações deles, mas não podem ser arbitrários em impor que as lojas fechem. Trabalho nesta loja com minha família, não temos funcionários e somos impedidos de trabalhar e ameaçados. Tenho contas para pagar, como energia, água  e até aluguel, além de uma casa para manter, e por conta desse protesto sou impedido de trabalhar”, reclamou Raimundo.

Luiz Antônio, presidente do Sindlojas (Foto: Gil Oliveira/ G1 PI)Luiz Antônio, presidente do Sindlojas
(Foto: Gil Oliveira/ G1 PI)

Valdinar Soares, que trabalha como gerente de uma loja, disse a greve está sendo desgastante para os trabalhadores e clientes. “Temos que ficar abrindo e fechando a loja todas as vezes que eles passam na rua. Os clientes estão assustados com os rojões e invasões que estão fazendo. Com isso, as vendas já reduziram em mais de 30% na empresa que trabalho”, afirmou Valdinar Soares.

As vendedoras Naira Ane e Mariane Sousa relatam que acham justas as reivindicações e apoiam o sindicato, mas condenam os atos de vandalismo. Para elas, os trabalhadores têm que buscar os seus direitos, mas não dessa forma. Naira e Mariane também condenam o ato dos manifestantes em impôr o fechamento dos portões das lojas.

De acordo com o Sindicato dos Comerciários de Teresina a categoria vai continuar com a greve até que os lojista se reúnam com os manifestantes. A categoria reclama aumento salarial para o piso de R$ 1 mil e pagamento de ticket alimentação.

Ainda segundo o presidente do Sindlojas, Luiz Antônio, os lojistas já ofereceram aumento salarial, mas não concordam com o pagamento do ticket. “Isto não temos como pagar, até queremos negociar com eles, mas não vamos fazer isso até que ele parem com estes atos de vandalismo”, justificou.

 


Adicionar comentário

Importante: O conteúdo postado neste espaço é de responsabilidade do autor.


Código de segurança
Atualizar

Entre para postar comentários