Veja os resultados de outras Loterias

Mega
Lotomania
Quina
Lotofácil
Dupla
Timemania
Federal

No PI, 84 urnas foram substituídas e seções tiveram votação até 22h

  • Por:  
  • Publicado em Piauí
Publicidade

O Tribunal Eleitoral Regional do Piauí informou nesta segunda-feira (6) que a votação terminou depois das 22h desse domingo (5) em algumas seções de Teresina. No total, 84 urnas tiveram que ser substituídas após apresentar problemas técnicos. Segundo o secretário de Tecnologia da Informação do TRE, Anderson Lima, o atraso aconteceu devido problemas no sistema biométrico e também pela falta de experiência do eleitor e mesários com o sistema recém implantado. Foram registradas 239 ocorrências durante todo processo.

Anderson Lima, Secretário de Tecnologia da Informação do TRE-PI (Foto: Juliana Barros/G1)Anderson Lima, Secretário de Tecnologia da
Informação do TRE-PI (Foto: Juliana Barros/G1)

"Já esperávamos um atraso na votação, mas não tanto tempo como aconteceu e isto deve ser avaliado. O TSE tinha nos alertado para a demora no voto porque eram muitos candidatos e o biométrico poderia ser testado até duas vezes em quatro dedos. Alguns eleitores tiveram problema na leitura digital e tiveram que assinar o canhoto, outros esqueceram a 'cola eleitoral' e ficaram consultando em quem iria votar na hora, o que prejudicou ainda mais o processo", revelou.

Para o secretário do TRE, outro problema com o biométrico foi a falta de experiência do eleitor e dos mesários. "Em Geminiano, o mesário fechou a seção às 17h em ponto e 60 eleitores que estavam na fila votaram com cédulas de papel. Precisamos de um treinamento mais específico e intenso com os mesários para saber como eles devem proceder", contou.

Apesar das ocorrências, Anderson Lima negou a informação de que os eleitores com problema no biométrico deveriam fazer um novo recadastramento no Tribunal. "Quem não teve a digital reconhecida voltará a sua seção para este segundo turno com os documentos e caso novamente apresente erro, o eleitor será avisado posteriomente para comparecer ao TRE", explicou.

No Piauí, 853.541 pessoas estão aptas a votar pelo sistema de biometria que foi implantando pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O número representa 36,38% do total de eleitores (2.345.694). A biometria é o método eletrônico pelo qual o eleitor é identificado por meio da digital – o objetivo é evitar fraudes e aumentar a segurança do processo eleitoral.

O Tribunal Regional Eleitoral selecionou oito cidades piauiense para serem submetidas ao recadastramento biométrico entre elas Teresina, Parnaíba, Luís Correia, José de Freitas, Oeiras, Cajueiro da Praia, Ilha Grande e Nazária. Teresina concentra o maior número de eleitores (506.144) aptos a votar pelo método biométrico. Em seguida vem Parnaíba (92.290) e Picos (46.313).

 


Adicionar comentário

Importante: O conteúdo postado neste espaço é de responsabilidade do autor.


Código de segurança
Atualizar

Entre para postar comentários