Veja os resultados de outras Loterias

Mega
Lotomania
Quina
Lotofácil
Dupla
Timemania
Federal

'Sendo ou não policial, suspeito de matar Ruan será punido', diz delegado

  • Por:  
  • Publicado em Piauí
Publicidade

A Polícia Civil do Piauí instaurou inquérito para apurar a morte do estudante de engenharia mecânica Ruan Pedreira, de 21 anos, vítima de bala perdida em Teresina. Segundo o delegado geral da Polícia Civil do estado, James Guerra, o caso será solucionado e o atirador sendo ou não policial será punido. “Vamos agir como manda a lei e punir o responsável que tirou a vida de uma pessoa tão jovem como era Ruan. A família pode ficar tranquila que nós iremos dar uma resposta e encontrar esse suspeito”, garantiu Guerra.

James Guerra disse que a Delegacia de Homicídios está responsável pelo caso e terá trinta dias para concluir as investigações.

“O 4º Distrito Policial estava responsável, mas com a morte de Ruan, o crime agora será investigado pela Delegacia de Homicídios. Já temos algumas informações e daremos uma resposta para a sociedade como fizemos em todos os casos”, afirmou.

Ainda de acordo com James Guerra, a delegacia especializada tem mostrado eficiência, solucionando vários casos difíceis. “Temos uma equipe preparada e com certeza esse será mais um caso resolvido. Não podemos passar informações para não dificultar as investigações, mas temos a identificação da placa do veículo que deu fuga ao suposto atirador”, relatou.

Ruan foi atingido na cabeça quando participava de uma festa em comemoração pela vitória do Brasil no jogo das oitavas de final da Copa do Mundo no sábado (28). Na terça-feira (1º) os médicos confirmaram a morte cerebral do estudante.  O fígado do jovem foi enviado para o estado de Pernambuco e as córneas e rins deverão atender pacientes que estão na lista.


Adicionar comentário

Importante: O conteúdo postado neste espaço é de responsabilidade do autor.


Código de segurança
Atualizar

Entre para postar comentários