Veja os resultados de outras Loterias

Mega
Lotomania
Quina
Lotofácil
Dupla
Timemania
Federal

Faltam vagas nos cemitérios de Teresina para enterrar mortos

  • Por:  
  • Publicado em Piauí
Publicidade

Enterrar os mortos virou um problema em Teresina, a capital tem 20 cemitérios, sendo sete na Zona Rural e 13 na Zona Urbana, mas mesmo assim faltam vagas para novos sepultamentos. Em alguns, existem até oito pessoas enterradas em uma única cova.

No cemitério Santa Cruz, na Zona Sul de Teresina, existem 10 mil covas e cerca de 30 mil pessoas já foram enterradas no local. Segundo os moradores, isso acontece devido a falta de vagas no local e por isso as covas são reutilizadas. “Quando os familiares não regularizam a situação da sepultura a cova é reutilizada após cinco anos. Restam poucas vagas, mas quando chegam sempre damos um jeitinho”, informou a administradora do cemitério Socorro Ribeiro.

Na Zona Sudeste, o cemitério tem 8500 covas e mais de 16 mil pessoas enterradas. “Aqui só aceitamos agora pessoas que são da região. Este cemitério já existe há 26 anos e não suporta a demanda de toda cidade”, afirmou o líder comunitário Valério Pereira.

Dados da Prefeitura de Teresina revelam que por dia em média é pedida autorização para o sepultamento de 10 corpos, por isso, a superlotação é preocupante. 

As situações mais críticas se observam no Cemitério da Vermelha, com seis mortos para cada cova, e no Cemitério São José, que tem 8.700 covas e mais de 70 mil corpos enterrados, chegando a ter uma única cova com oito mortos.

Prefeitura
O gerente de serviços urbanos da Superintendência de Desenvolvimento Urbano (SDU Centro/Norte), Roberto Viana, explica que membros da prefeitura já fizeram um levantamento sobre a situação dos cemitérios em Teresina, onde foi constatado que ainda existem vagas.

“Nesse levantamento observamos que ainda existem vagas. A Prefeitura ainda está construindo outro cemitério na região do bairro Santa Maria da Codipi, na Zona Norte. Nas outras zonas os cemitérios das regiões ainda possuem vagas. Sobre o cemitério do bairro Areias, na Zona Sul, estamos aguardando uma parecer do Ministério Público que interditou o local alegando que o espaço oferece risco de contaminação do rio, já que fica as margens do Rio Parnaíba”, informou Roberto Viana.


Adicionar comentário

Importante: O conteúdo postado neste espaço é de responsabilidade do autor.


Código de segurança
Atualizar

Entre para postar comentários