Fomento ultrapassa R$ 110 mino ano em liberação de crédito

  • Por:  
  • Publicado em Paraná
Publicidade
Tradicional relojoaria curitibana busca crédito para melhorar segurança A Fomento Paraná, instituição financeira de desenvolvimento do Governo do Estado, atingiu em outubro a marca de R$ 111,7 milhões em recursos liberados para operações de crédito do setor privado em 2016.
O valor é 23% superior ao volume de R$ 84,7 milhões liberado durante todo o ano de 2015 e representa mais de 4.920 contratos com empreendedores de micro, pequeno e médio porte, em todas as regiões do estado.
Do volume de recursos liberados em operações de crédito, quase metade foi destinada a operações de microcrédito. A implantação de um novo sistema de concessão de crédito, a elevação dos limites das operações, para R$ 10 mil para pessoa física, e até R$ 20 mil para pessoa jurídica, além do lançamento de novas linhas, impulsionaram esse segmento em 2016.

O microcrédito é operacionalizado por meio da rede de agentes de crédito de entidades parceiras em todo o estado, como prefeituras, secretarias de estado, agências do trabalhador, associações comerciais e industriais e alguns sindicatos patronais.

Outro impacto significativo no volume de crédito liberado foi o financiamento de recursos para aquisição de veículos para prestação de serviços de táxi, que tem mais de R$ 15 milhões em operações contratadas e liberadas somente neste ano, representando mais 400 veículos novos em circulação na frota paranaense de táxis.

De acordo com o diretor de Operações do Setor Privado da Fomento Paraná, Clemenceau Calixto, os números poderiam ser ainda melhores se o cenário macroeconômico nacional não estivesse tão complicado.

“O empreendedor pensa duas vezes antes de solicitar um financiamento em períodos difíceis da economia”, afirma Calixto. “Nesse ponto temos vantagem, porque a Fomento Paraná trabalha com taxas de juros menores que o mercado convencional para investimento fixo e capital de giro.”

Ainda de acordo com o diretor, o crescimento do volume de recursos liberados é uma demonstração da força da economia paranaense, que continua demandando crédito, e do esforço do Governo do Estado para apoiar o empreendedor e movimentar a economia, gerando emprego e renda.

“O resultado de agora reflete o esforço dos últimos anos para transformar a Fomento Paraná e qualificar a equipe de técnicos e analistas. Temos muito ainda para melhorar e crescer, mas chegar nesse patamar como instituição financeira de desenvolvimento é motivo de muito orgulho”, afirma Calixto.

APOIO AO EMPREENDEDOR — Desde 2011, são mais de 21 mil empreendedores beneficiados com as linhas de crédito de baixo custo da Fomento Paraná, totalizando R$ 777 milhões em financiamento para empreendedores de micro, pequeno e médio porte e projetos especiais, por meio do Fundo de Desenvolvimento Econômico (FDE).

Outros R$ 1,2 bilhão foram contratados junto aos municípios paranaenses, para financiar a aquisição de máquinas, equipamentos e obras de infraestrutura, beneficiando a população com obras para melhoria da qualidade de vida, gerando empregos, renda e movimentando a economia.

“A economia paranaense é pujante e tem mostrado isso, em todos os setores. E o Governo do Estado, na medida de suas possibilidades, tem procurado atender os pleitos dos empreendedores, por meio da Fomento Paraná”, afirma o presidente da instituição, Juraci Barbosa.

Com informações Secom/PR

Adicionar comentário

Importante: O conteúdo postado neste espaço é de responsabilidade do autor.


Código de segurança
Atualizar

Entre para postar comentários