"É um fato tristíssimo", diz Temer sobre desastre aéreo com Chapecoense

  • Por:  
  • Publicado em Política
Publicidade
Durante cerimônia no Tribunal de Contas da União (TCU), o presidente Michel Temer lamentou o acidente aéreo com jogadores do time da Chapecoense e jornalistas. Pelo menos 75 pessoas morreram na queda do avião na Colômbia.
“Para nós, logo pela madrugada, logo de manhã, foi um fato tristíssimo e a única coisa que podíamos fazer lamentavelmente, além de orar, por aqueles que partiram, era tomar providência do governo federal, a fim de dar apoio as famílias especialmente que lutaram neste momento”,disse.
A Força Aérea Brasileira (FAB) disponibilizou quatro aeronaves e uma equipe especializada para auxiliar nos trabalhos de resgate e no transporte dos parentes das vítimas do acidente aéreo em que morreram 75 pessoas, a maioria, jogadores e dirigentes da Chapecoense, além de jornalistas de diversos veículos.

A Embaixada do Brasil em Bogotá deslocou funcionários a Medellín com o intuito de prestar toda a assistência necessária às vítimas e a seus parentes e dar apoio ao traslado dos corpos ao Brasil, informou em nota o Ministério das Relações Exteriores. Eles serão chefiados pelo embaixador Julio Bitelli.

A Chapecoense disputaria a primeira partida da final da Copa Sul-Americana nesta quarta-feira (30), contra a equipe colombiana do Atlético Nacional.

A aeronave da empresa boliviana Lamia partiu de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, com destino ao município colombiano de Medellín. Oitenta e uma pessoas estavam a bordo, entre jogadores, dirigentes esportivos e jornalistas, além dos nove tripulantes.

Durante a escala em Santa Cruz de la Sierra, a comitiva deixou o avião em que viajara desde São Paulo e embarcou no avião da Lamia.

No início da madrugada de hoje (29), o avião desapareceu do radar pouco antes de tentar um pouso forçado em Cerro Gordo, nas proximidades da cidade de La Unión, na Colômbia. A aeronave estava a apenas cinco minutos de voo do aeroporto mais próximo, mas o piloto decidiu arriscar o pouso.

Com informações da Agência Brasil


Adicionar comentário

Importante: O conteúdo postado neste espaço é de responsabilidade do autor.


Código de segurança
Atualizar

Entre para postar comentários