Temer diz que governo “não é infalível”, mas até o momento "não errou muito"

  • Por:  
  • Publicado em Política
Publicidade
O presidente Michel Temer disse hoje (24) que seu governo incentiva que a oposição e a mídia façam críticas às medidas adotadas pela sua gestão, e que isso além de fazer parte da democracia, pode até ajudar na tarefa de governar o país, uma vez que a administração “não é infalível”.
As afirmações foram feitas durante o anúncio de mudanças no Cartão Construcard, uma linha de crédito da Caixa Econômica para compra de material de construção em lojas credenciadas.
“Na verdade, até agora acho que não erramos muito.  A ideia do diálogo é o que sintetiza este governo. O diálogo acentuado que tivemos com o Congresso Nacional permitiu que aprovássemos a PEC do Teto dos Gastos. Claro que há objeções, o que é natural, até porque democracia é isso. Mas temos o apoio do Congresso Nacional”, ponderou Temer.
Destaque As afirmações de Temer foram feitas durante o anúncio de mudanças no Cartão Construcard, uma linha de crédito da Caixa Econômica Federal José Cruz/Agência Brasil As afirmações de Temer foram feitas durante o anúncio de mudanças no Cartão Construcard, uma linha de crédito da Caixa Econômica Federal

Ele disse não se lembrar de nenhuma Proposta de Emenda à Constituição que tivesse sido aprovada por número tão significativo como a PEC dos Gastos Públicos.

“Eram necessários 308 votos e nós obtivemos 366 logo no primeiro turno, sem nenhuma alteração na proposta que enviamos. Isso significa um apoio extraordinário”, festejou, em referência à aprovação da proposta na Câmara dos Deputados e que agora tramita no Senado. 

Sobre as críticas, Temes disse que elas não agridem o Executivo como alguns pensam.

"Agride coisa nenhuma, ao contrário. Nós até incentivamos, que democracia é isso. Quando você tem contrariedade, controvérsia, oposição, muitas e muitas vezes a fórmula, a proposta feita pela oposição, ou pela imprensa que seja, isto ajuda o governo. Porque o governo não é infalível".

Com informações da Agência Brasil


Adicionar comentário

Importante: O conteúdo postado neste espaço é de responsabilidade do autor.


Código de segurança
Atualizar

Entre para postar comentários