Cátedra Sérgio Vieira de Mello debate em SP integração de refugiados

  • Por:  
  • Publicado em Mundo
Publicidade
Katia e Marcia são irmãs e chegaram recentemente ao Rio de Janeiro, vindas da República Democrática do Congo. O país é o principal foco de onde refugiados têm vindo para buscar segurança no estado. Apenas no primeiro trimestre de 2016, 116 congoleses vieram para o RJ.
Com o tema “Integração local de refugiados: experiências e desafios”, têm início na quarta-feira (23), em São Bernardo do Campo (SP), a I Conferência Latino-Americana e o VII Seminário Nacional da Cátedra Sérgio Vieira de Mello (CSVM). Evento é organizado pela Universidade Federal do ABC em parceria com a Agência da ONU para Refugiados (ACNUR).
Os debates se estendem até a próxima sexta-feira (25) e vão reunir especialistas brasileiros e estrangieros. A reunião anual da Cátedra também premiará trabalhos acadêmicos inscritos no II Concurso Nacional de Teses de Doutorado e Dissertações de Mestrado da CSVM. Haverá ainda uma exposição de fotos sobre a participação de atletas refugiados nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016.
Destaque Cátedra Sérgio Vieira de Mello debate em SP integração de refugiados Cáritas RJ

A Conferência e o Seminário acontecem no Campus São Bernardo da Federal do ABC, localizado na Alameda da Universidade (s/nº), no bairro de Anchieta, em São Bernardo do Campo.

O evento é aberto à comunidade acadêmica e ao público em geral, embora algumas atividades sejam restritas às universidades associadas à Cátedra Sérgio Vieira de Mello.

A cerimônia de abertura, que ocorre às 9hs na quarta-feira (23), contará com a participação da representante do ACNUR no Brasil, Isabel Marquez, e do pró-reitor de planejamento da UFABC, Vitor Marchetti – além de autoridades municipais, estaduais e federais. Em seguida, haverá uma palestra inaugural de Ana Paula Penchaszadeh, cientista política e professora da Universidade de Buenos Aires e da Universidade Nacional de Lanús.

No segundo dia de atividades, um painel sobre integração e esportes terá a presença dos judocas congoleses Yolande Mabika e Popole Misenga, que participaram da Rio 2016 como integrantes da Equipe Olímpica de Atletas Refugiados. Também participarão deste debate o técnico de judô Geraldo Bernardes, que dá aulas no Instituto Reação — organização que atende atualmente mais de 1,2 mil crianças, adolescentes e jovens a partir dos quatro anos —, e Felipe Wu, medalhista olímpico brasileiro.

A Cátedra, como seu nome indica, é uma homenagem ao brasileiro Sérgio Vieira de Mello. Morto em 2003, em atentado no Iraque, o ex-funcionário das Nações Unidas dedicou grande parte da sua carreira profissional na ONU ao trabalho com refugiados. A iniciativa busca difundir o ensino universitário sobre questões relacionadas ao refúgio, promovendo a formação acadêmica e a capacitação de professores e estudantes sobre a temática.

O trabalho direto com as pessoas refugiadas e a sua inclusão na vida acadêmica também são prioridades. Atualmente, cerca de 18 universidades brasileiras estão associadas à CSVM.

Na reunião deste ano, representantes de entidades parceiras do ACNUR no atendimento a refugiados — como a Cáritas Arquidiocesana de São Paulo e as organizações não governamentais ADUS e Compassiva — debaterão os desafios para integrar refugiados e o envolvimento da sociedade civil nesta causa.

Também fazem parte da programação a apresentação de livros e a apresentação do coral de crianças refugiadas “Coração Jolie”, organizado pela ONG IKMR — “I Know My Rights”. A premiação das teses de doutorado e dissertações de mestrado acontecerá na manhã da sexta-feira feira (25/11).

 

Com informações Agência ONU


Adicionar comentário

Importante: O conteúdo postado neste espaço é de responsabilidade do autor.


Código de segurança
Atualizar

Entre para postar comentários