Metas globais de educação demandam mais 69 milhões de professores, diz UNESCO

  • Por:  
  • Publicado em Mundo
Publicidade
Marcando o Dia Mundial dos Professores – lembrado todo ano em 4 de outubro –, a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) publicou estatísticas que revelam que cerca de 69 milhões de novos professores são necessários para fornecer ensino primário e secundário universal e de qualidade até 2030, quando se encerra o prazo dos novos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU, os ODS.
“Sistemas de ensino inteiros estão se preparando para o grande impulso para alcançar [o ODS 4] até 2030”, disse Silvia Montoya, diretora do Instituto de Estatística da UNESCO – a principal fonte global de estatísticas sobre educação.
“Mas os sistemas educativos são tão bons quanto os seus professores. O progresso global vai depender da presença do(a) professor(a), ou de uma sala de aula com um número razoável de crianças, em vez de 60, 70 ou mais alunos”, acrescentou.
Destaque Metas globais de educação demandam mais 69 milhões de professores, diz UNESCO Isa Lima/UnB Agência

Montoya destacou a necessidade de fornecer treinamento, recursos e suporte para os professores para que realizem seu trabalho.

O Objetivo de Desenvolvimento Sustentável número quatro, que pede a garantia de uma educação de qualidade inclusiva e equitativa, também inclui uma chamada específica por professores mais qualificados, bem como mais apoio da comunidade internacional para a formação de professores nos países em desenvolvimento.

Aula em Cape Coast, Gana. Foto: Banco Mundial/Jonathan Ernst

Aula em Cape Coast, Gana. Foto: Banco Mundial/Jonathan Ernst

Representantes de cinco organizações internacionais – incluindo quatro agências da ONU – enviaram uma mensagem conjunta para a data. “Dia após dia, ano após ano, essas mulheres e esses homens se dedicam a orientar e acompanhar estudantes pelo mundo da aprendizagem, ajudando-os a descobrir e a realizar seu potencial. Ao fazê-lo, os professores não apenas ajudam a construir o futuro individual de milhões de crianças – eles também ajudam a construir um mundo melhor para todos”, afirmaram.

A mensagem é assinada pelos chefes da UNESCO, da Organização Internacional do Trabalho (OIT), do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) – todas agências do Sistema ONU – e da organização global ‘Education International’.

O Dia Mundial dos Professores coincide, nesse ano, com o 50º aniversário da Recomendação UNESCO/OIT de 1966 relativa à situação dos professores.

Segundo os autores da mensagem, a situação é “urgente”. Para se alcançar a educação primária universal até 2030, argumentam as agências internacionais, são necessários mais 24,4 milhões de professores. Esse número é ainda maior para a educação secundária, área em que são necessários 44,4 milhões de professores, acrescentaram.

A docência poderia ser atrativa se os professores fossem valorizados de forma compatível ao valor que eles oferecem às nossas crianças. pic.twitter.com/Ip48O5exyf

— UNESCO no Brasil (@UNESCOBrasil) 5 de outubro de 2016

“Como podemos formar esses novos professores e atraí-los para a profissão essencial do ensino quando, em todo o mundo, muitos professores têm formação deficiente, são mal pagos e subvalorizados?”, questionam os chefes das agências.

Eles destacaram que muitos professores ainda trabalham com formas inadequadas de contrato e de pagamento. “Com frequência, eles vivem em condições difíceis e não têm formação inicial adequada, desenvolvimento profissional continuado, nem apoio consistente. Às vezes, eles são vítimas de discriminação e até mesmo de ataques violentos”, destacou a mensagem.

“A docência poderia ser atrativa, uma das profissões mais escolhidas – se os professores fossem valorizados de forma compatível ao imenso valor que eles oferecem às nossas crianças, e se o seu status profissional como educadores refletisse o enorme impacto que a sua profissão tem no nosso futuro compartilhado”, resumiram.

Com informações Agência ONU


Adicionar comentário

Importante: O conteúdo postado neste espaço é de responsabilidade do autor.


Código de segurança
Atualizar

Entre para postar comentários