Em Fórum, secretário-geral da ONU destaca ‘papel crucial’ dos negócios para a Agenda 2030

  • Por:  
  • Publicado em Mundo
Publicidade
Durante o Fórum do Setor Privado das Nações Unidas, realizado na segunda-feira (19), o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, sublinhou o papel crucial que os negócios desempenham na realização dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, aprovados no ano passado por 193 países.
“Soluções vão envolver tudo, desde a regulação à inovação transformadora, e todos, desde líderes mundiais e executivos a educadores, ativistas e cidadãos”, disse Ban durante o fórum, que ocorreu durante o início da 71ª sessão da Assembleia Geral da ONU.
O dirigente máximo das Nações Unidas lembrou que ele iniciou este fórum anual em 2008, a fim de trazer as vozes dos principais executivos e líderes da sociedade civil para a semana do debate geral – reunião em que os líderes políticos de todo o mundo se unem na sede da ONU, em Nova York, para discursar na Assembleia.
Destaque Secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, falando durante o Fórum do Setor Privado das Nações Unidas. Pacto Global da ONU Secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, falando durante o Fórum do Setor Privado das Nações Unidas.

“Eu espero que meu ou minha sucessor(a) leve adiante este diálogo importante, e cresça ainda mais a nossa parceria global com as empresas através do Pato Global da ONU e através de toda a Organização”, disse Ban, cujo segundo mandato de cinco anos como secretário-geral se encerra em 31 de dezembro.

O Pacto Global é um movimento de empresas responsáveis e interessadas em criar um futuro sustentável, em sintonia com os princípios das Nações Unidas. Seus signatários estão ativos em 165 países, e quase todas as entidades da ONU estão fazendo parcerias com empresas para avançar nos objetivos comuns, tais como no alívio de desastres, na questão do saneamento, da capacitação e educação das mulheres entre outras.

Em setembro do ano passado, as Nações Unidas adotaram a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável com foco em cinco eixos – as pessoas, a paz, o planeta, a prosperidade e as parcerias –, seguido do histórico Acordo de Paris sobre mudança climática, em dezembro, e da Agenda para Humanidade, em maio de 2016.

“Agora, nós temos de garantir um caminho a seguir rumo à Agenda 2030”, disse Ban, acrescentando que um começo forte é essencial para um término bem-sucedido em 2030.

Para o secretário-geral, chegou o momento em que os governos precisam integrar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e o Acordo de Paris em suas agendas nacionais.

“As empresas têm a responsabilidade de melhorar o nosso mundo. E também têm o papel crucial de gerar esforços em relação aos refugiados e migrantes. Eu aplaudo todos aqueles que estão tomando medidas nesse sentido. Mas precisamos de muito mais engajamento “, disse ele.

Ban pediu ainda que o setor privado combata a xenofobia e a discriminação no local de trabalho e em comunidades; que as empresas forneçam mais oportunidades iguais de emprego para refugiados e migrantes; e invistam em iniciativas de educação para jovens deslocados”, concluiu.

Com informações Agência ONU


Adicionar comentário

Importante: O conteúdo postado neste espaço é de responsabilidade do autor.


Código de segurança
Atualizar

Entre para postar comentários