Fundo global de combate à AIDS receberá quase US$13 bi em doações para 3 anos

  • Por:  
  • Publicado em Mundo
Publicidade
O Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (UNAIDS) elogiou doadores e parceiros por sua demonstração de comprometimento com o Fundo Global de Combate à AIDS, Tuberculose e Malária (Fundo Global).
Em sua 5ª Conferência de Reposição em Montreal (Canadá), os doadores prometeram 12,9 bilhões dos 13 bilhões de dólares solicitados pelo Fundo Global para o período de três anos entre 2017-2019.
Para as três doenças, o Fundo Global estima que o valor arrecadado deve poupar 8 milhões de vidas, evitar 300 milhões de infecções e ajudar a construir sistemas sustentáveis para a saúde.
“O Fundo Global é um parceiro essencial para tratar das epidemias persistentes de AIDS, tuberculose e malária”, disse Michel Sidibé, diretor executivo do UNAIDS.
“Através de uma resposta eficaz a essas doenças, podemos melhorar as vidas de milhões de pessoas e, simultaneamente, combater a pobreza, a desigualdade e a discriminação. Esta reposição é uma enorme contribuição para a nossa ambição coletiva de acabar com a AIDS.”
Destaque Primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, durante evento do Fundo Global. Fundo Global Primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, durante evento do Fundo Global.

Os novos compromissos financeiros representam um aumento em comparação com os 12 bilhões de dólares em compromissos feitos na conferência anterior de reposição de recursos.

Doadores privados e mecanismos inovadores de financiamento mais que duplicaram os compromissos em comparação com a última conferência.

Vários novos países se comprometeram com a ajuda e outros aumentaram os compromissos, incluindo Canadá, Alemanha e Japão. Além de se comprometer com o Fundo Global, a Costa do Marfim anunciou uma doação de 1 milhão de dólares para apoiar o trabalho do UNAIDS.

Em 2015, estima-se que 19 bilhões de dólares estavam disponíveis, somando todas as fontes, para a resposta global ao HIV em países de renda média e baixa.

Cerca de 57% dos fundos foram de recursos domésticos públicos e privados e 43% eram de fontes internacionais, incluindo 23% das contribuições bilaterais do governo dos Estados Unidos da América, 9% do Fundo Global, 3% filantrópico e o resto de outras fontes bilaterais e multilaterais.

Para atingir as metas globais de acabar com a AIDS como uma ameaça à saúde pública até 2030, o UNAIDS estima que 26,2 bilhões de dólares serão necessários em 2020, cerca de 7 bilhões de dólares a mais do que o disponível em 2015.

Com informações Agência ONU


Adicionar comentário

Importante: O conteúdo postado neste espaço é de responsabilidade do autor.


Código de segurança
Atualizar

Entre para postar comentários