Prefeito de Chapecó e governador de Santa Catarina lamentam acidente

  • Por:  F24
  • Publicado em Esporte
Publicidade
O prefeito de Chapecó, Luciano Buligon, lamentou o trágico acidente com o avião que transportava os integrantes do time da Chapecoense, entre outras pessoas, incluindo jornalistas convidados para acompanhar o início da Copa Sul-Americana, e informou que foi montado um comitê para atender os familiares das vítimas. Ele está em São Paulo e deve embarcar para Medellín no início da tarde de hoje (29).
Em nota divulgada pelo seu gabinete, Buligon disse que a prefeitura solidariza-se com todos os envolvidos. Eis a íntegra do comunicado:
“A respeito do acidente envolvendo a equipe da Chapecoense no início desta madrugada, a administração municipal informa oficialmente que o prefeito Luciano Buligon, convidado para acompanhar a delegação, não estava no voo. O prefeito está em São Paulo e embarcaria para Medelín, na Colômbia, nesta terça-feira (29-11), em voo comercial, para acompanhar a primeira partida da final da Copa Sul-Americana. A prefeitura de Chapecó manifesta profunda preocupação com o lamentável ocorrido, solidariza-se com todos os envolvidos e aguarda novas informações”.

Governo de SC

Pelo Twitter, o governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo, disse que o momento é de união para amparar os familiares das vítimas. Ele escreveu que “esta terça-feira deixa uma marca muito profunda na alma dos catarinenses.

O acidente com a comitiva da Chapecoense foi um choque para todos.

Estávamos vendo esse time brilhar aqui nos nossos campos e em gramados de outros estados, de outros países. É um dia de muita dor, mas temos que ser fortes para ajudar as famílias dos jogadores, da comissão técnica e dos jornalistas que estavam no avião.

É um momento de união dos catarinenses. Vamos pedir a Deus força para todos que estão sofrendo”

Associação

Em nota, a Associação Catarinense de Imprensa também manifestou pesar pelo acidente envolvendo o time de Chapecó

“Em face da terrível tragédia com a delegação da Associação Chapecoense de Futebol ocorrida na Colômbia, vitimando jogadores, técnicos, dirigentes e jornalistas a Associação Catarinense de Imprensa (ACI) manifesta profundo pesar com a imensa e irreparável perda que abala a sociedade catarinense e as famílias enlutadas”.

No comunicado, a entidade informa que o clube de Chapecó notabilizou-se no Brasil pela determinação que o elevou para a posição de elite do futebol brasileiro.

”Essa jornada foi construída pela dedicação de dirigentes, jogadores, apoiadores e patrocinadores”, destaca a nota.

A associação lembra que o papel da imprensa foi essencial na divulgação dessa trajetória do time. E em razão do momento de dor e luto, diz o comunicado, ”em nome de todos os profissionais da mídia barriga-verde “, a entidade homenageia “a memória dos profissionais do rádio, da televisão, dos jornais, das agências de notícias e da assessoria de comunicação que morreram neste acidente, manifestando ainda a sua solidariedade aos familiares.

Edição: Graça Adjuto

 

Com informações da Agência Brasil


Adicionar comentário

Importante: O conteúdo postado neste espaço é de responsabilidade do autor.


Código de segurança
Atualizar

Entre para postar comentários