Veja os resultados de outras Loterias

Mega
Lotomania
Quina
Lotofácil
Dupla
Timemania
Federal

Deputado retira proposta que amputaria UFPR para criar nova universidade federal

  • Por:  
  • Publicado em Brasil
Publicidade
O deputado federal Sérgio Souza retirou na terça-feira (15) a proposta de emenda aditiva que havia apresentado com o propósito de criar uma nova universidade  federal no Paraná, a partir da desagregação da Unila e da incorporação de dois campi da UFPR (Palotina e Toledo). A decisão veio após a intensa mobilização contrária à proposta, tanto da parte da UFPR quanto da Unila.

 

“Felizmente prevaleceu o bom senso. Se este episódio teve algo de positivo, foi o fato de demonstrar a união da comunidade da Universidade Federal do Paraná na defesa da autonomia e dos valores da instituição”, afirmou o reitor Ricardo Marcelo Fonseca.

A proposta foi apresentada em julho, na forma de uma emenda à Medida Provisória 785, que trata do Fundo de Financiamento Estudantil). A reação foi imediata. A UFPR divulgou uma nota em que considerou que a proposta desrespeitava “a forte vocação e identidade acadêmica e científica dos campi de Palotina e Toledo e, igualmente, a fortíssima identidade da Unila”. A nota também questionou o instrumento legislativo escolhido (uma Medida Provisória, caminho que não permite um debate aprofundado) e o fato de jamais ter sido consultada a respeito.  Dias depois, o Conselho Universitário da UFPR aprovou por unanimidade moção contra a proposta de Sérgio Souza.

A proposta também foi rejeitada por unanimidade pela comunidade acadêmica do Setor Palotina, em assembleia com a participação de cerca de 400 pessoas que decidiram fazer um abaixo-assinado para enviar ao Congresso Nacional. Em Toledo, alunos, professores e servidores técnico-administrativos assinaram um manifesto público em defesa da UFPR e da autonomia universitária.

Outras instituições também se manifestaram contra a emenda apresentada pelo deputado. Em sua assembleia geral de sócios, realizada em julho em Belo Horizonte, a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) aprovou moção de apoio à UFPR e à Unila. O documento foi enviado esta semana  à Câmara dos Deputados, ao Senado Federal, ao Ministério da Educação e ao governo do Paraná.

A Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) e a Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) publicaram notas a favor da UFPR e da Unila e em defesa da autonomia universitária. Moção com o mesmo teor foi aprovada pela Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes).

“A autonomia é um pilar das instituições públicas de ensino superior, e uma forma de preservá-las de interferências indevidas. Portanto, é inegociável, sobretudo se não houver diálogo”, disse o reitor da UFPR.

 



Fonte: Universidade Federal do Paraná
Última modificação: Sexta, 18 Agosto 2017 18:43

Adicionar comentário

Importante: O conteúdo postado neste espaço é de responsabilidade do autor.


Código de segurança
Atualizar

Entre para postar comentários