Veja os resultados de outras Loterias

Mega
Lotomania
Quina
Lotofácil
Dupla
Timemania
Federal

PM divulga número de presos em MG e considera dia de eleição tranquilo

  • Por:  
  • Publicado em Política
Publicidade

Ocorrências relacionadas à boca de urna resultaram em 123 prisões em Minas Gerais neste domingo (5), dia do primeiro turno das eleições. De acordo com a Polícia Militar (PM), foram registradas 292 ocorrências, principalmente por panfletagem em locais de votação e uso de carro de som com propaganda de candidatos.

Mapa eleições de MInas Gerais (Foto: Arte/G1)Mapa eleições de MInas Gerais (Foto: Arte/G1)

Três dos detidos eram candidatos em Belo Horizonte, Vespasiano, na Região Metropolitana, e em Unaí, na Região Noroeste de Minas, conforme a PM. Uma mesária também foi presa. Todos foram conduzidos para delegacias das polícias Civil e Federal.

“Os números estão dentro do previsto. Foi uma eleição tranquila, felizmente", disse o major Sérgio Dourado, da Diretoria de Comunicação de Polícia Militar.

Somente em Ipatinga, no Leste do estado, 45 pessoas foram presas por boca de urna ainda pela manhã. Os eleitores foram conduzidos para o estádio Ipatingão e estão apreendidos por irregularidade eleitoral. Além dos presos também foram aprendidos vários cavaletes.

Já em Juiz de Fora, na Zona da Mata, a presidente de uma seção eleitoral foi detida por não comparecer ao local de votação onde estava convocada para trabalho. Ela foi encaminhada para a Delegacia de Polícia Federal neste domingo (5) depois de ter faltado à seção e dito que estava no velório de um primo em Santos Dumont. A jovem, de 28 anos, foi liberada após assinar um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO). Devido à ausência, o início da votação no local foi atrasado em cerca de 20 minutos.

Além disso, os panfletos de propaganda eleitoral jogados nas ruas trouxeram transtornos para pedestres, além da poluição em vias públicas. De acordo com o Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, em Belo Horizonte, foram atendidos 11 casos de quedas em que pacientes relataram ter escorregado em santinhos espalhados pelas ruas. Os acidentes resultaram em casos de fratura, contusão e traumatismo craniano leve.

Justiça Eleitoral destaca tranquilidade
O primeiro turno das eleições em Minas Gerais ocorreu de forma tranquila para a população, de acordo com o presidente do TRE-MG, desembargador Geraldo Augusto. Em coletiva, ele afirmou que, pela primeira vez, nenhuma cédula de papel foi usada em uma votação no estado. Segundo ele, 199 urnas foram substituídas, o que corresponde a 0,4% do total. Em Belo Horizonte, foram 45 substituições, representando 1,02% dos equipamentos disponibilizados na cidade.

Mas, passado o dia da votação, algumas situações serão analisadas pela Justiça Eleitoral. Em Uberlândia e Uberaba, pelo menos dois moradores não conseguiram exercer o direito de votar neste domingo (5), pois quando se dirigiram até a seção eleitoral, o sistema registrou que eles já haviam votado. Em ambos casos, foram registrados Boletim de Ocorrência.

No estado, a votação por biometria gerou transtornos em cidades da Zona da Mata e Campo das Vertentes. Em São João del Rei e em Divinésia, o sistema demorou para reconhecer a digital dos eleitores e, com isso, filas foram formadas. Também houve filas e atrasos na votação em Tapira, no Alto Paranaíba.

 


Adicionar comentário

Importante: O conteúdo postado neste espaço é de responsabilidade do autor.


Código de segurança
Atualizar

Entre para postar comentários