Veja os resultados de outras Loterias

Mega
Lotomania
Quina
Lotofácil
Dupla
Timemania
Federal

Professor de sociologia explica as ações sociais no Projeto Educação

  • Por:  
  • Publicado em Pernambuco
Publicidade

Ir à igreja, ajudar ao próximo e até reciclar lixo são atitudes adotadas por muitas pessoas e que foram estudadas pelo sociólogo Max Weber. O hábito de assistir às missas todos os domingos, por exemplo, é visto como uma ação social. O professor de sociologia Fábio Medeiros explica que algumas ações dos homens se encaixam na classificação weberiana e são comuns no cotidiano na reportagem exibida nesta quarta-feira (29) pelo Projeto Educação.

A primeira ação classificada por Weber é a tradicional. "Ela é baseada nos costumes e hábitos que as pessoas, dentro do conjunto das sociedades humanas, começam a fazer devido ao aspecto da tradição, daquilo que elas aprenderam habitualmente a fazer e, inclusive, a acreditar", diz o professor Fábio.

Outra ação social é a afetiva. O jornalista Felipe Salgado, de 31 anos, por exemplo, comemora o aniversário de uma forma diferente: ele pede doações em vez de presentes. "Não quero roupa, não quero perfume, nada. Eu peço que levem brinquedos. Eu sempre arrecado e, logo depois do meu aniversário, entrego em alguma comunidade carente. Poder levar o mínimo de alegria para essas crianças já é melhor que qualquer presente", afirma.

"Essa ação emocional pode se exemplificar no cuidado que as pessoas passam a ter com os pais e passam a ter com outras pessoas. Inclusive, na perspectiva weberiana, numa grande emoção relacionada a um campo de futebol, em que as pessoas demonstram aquilo que seria, afetivamente, sua ligação emocional com o clube", conta o docente. De acordo com o professor, as diferentes ações são conectadas. "Elas podem ser, ao mesmo tempo, tradicional, movida por um costume, e despertada pelo afeto. O afeto também pode ser despertado pela tradição", detalha.

O desejo de ajudar ao próximo é reflexo das nossas características e pode se encaixar na terceira ação social, a movida por valores. "O que são valores? São aquilo que nós acreditamos, que podem ser valores sociais ou mesmo subjetivos, que o indivíduo desenvolve dentro do contexto social", explica Fábio. Para Weber, o valor move a intenção do sujeito de fazer o bem ao próximo e pode ser, inclusive, fruto de tradições, como as religiosas.

Outra ação classificada por Weber é a social movida por fins. Ela pode ser vista quando há o descarte correto do lixo nas praças de alimentações dos shoppings, por exemplo. As latinhas de alumínio, garrafas pets e copos descartáveis vão parar em uma central de resíduos sólidos, onde o material é separado e segue para a reciclagem. Esse cuidado com o planeta também é explicado como ação social. "Fazendo uma ação baseada no princípio racional da finalidade pode-se, por exemplo, preservar um valor ou, ao mesmo tempo, pode ser encarado como uma tradição, uma forte perspectiva afetiva, mas o fim daquilo que eu quero, objetivamente, concluir, ajudar", conta o professor.


Adicionar comentário

Importante: O conteúdo postado neste espaço é de responsabilidade do autor.


Código de segurança
Atualizar

Entre para postar comentários