Veja os resultados de outras Loterias

Mega
Lotomania
Quina
Lotofácil
Dupla
Timemania
Federal

Polícia prende trio suspeito de aplicar golpes em comércio no Grande Recife

  • Por:  
  • Publicado em Pernambuco
Publicidade

Câmeras dos estabelecimentos registraram os rostos dos membros da quadrilha (Foto: Divulgação/Polícia Civil)Câmeras dos estabelecimentos registraram ação dos golpistas (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

A Delegacia de Crimes Contra a Ordem Tributária prendeu em flagrante três homens suspeitos de dar golpes em pequenos comerciantes no Grande Recife. Os detalhes da Operação Dublê foram apresentados nesta segunda (27), mas as prisões ocorreram no último sábado (25).

O caso foi descoberto em seis meses de investigações, iniciadas a partir de denúncias feitas à ouvidoria da Secretaria da Fazenda (Sefaz). De acordo com o delegado Francisco Rodrigues, o grupo era formado por três homens, dois de 43 anos e um de 53. Eles falsificavam ordens de serviço, documentos emitidos pela Sefaz, para extorquir dinheiro dos comerciantes.

"Dois deles atuavam em campo, vestidos com ternos e usavam um crachá da Sefaz. Eles fingiam uma vistoria nos estabelecimentos e utilizavam termos técnicos para confundir as vítimas, afirmando que notas fiscais estavam faltando e coisas do tipo. Em seguida, eles entregavam um cartão com um número de celular de um suposto auditor, dizendo que essa pessoa poderia resolver os problemas. Com medo, os comerciantes ligavam e o terceiro participante da quadrilha negociava com eles uma propina", explicou Rodrigues. O pagamento chegava a R$ 3 mil.

Com a quadrilha foram apreendidos um crachá falso, camisas com o símbolo da Sefaz, um veículo, ordens de serviço falsificadas, uma carteira da Ordem de Advogados do Brasil (OAB), carimbos de profissionais como médicos e diretores, fichas 19, contracheques e documentos de fiscalização fazendária.

"Na manhã do sábado conseguimos identificar o primeiro suspeito. Durante seu depoimento, ele nos disse onde um outro membro do grupo morava. O segundo, então nos deu a localização do terceiro", disse o delegado Francisco Rodrigues.

Os três foram autuados em flagrante e vão responder por associação criminosa, estelionato e falsidade ideológica. Eles podem pegar até sete anos de reclusão pelos crimes. O trio foi encaminhado ao Centro de Triagem (Cotel), em Abreu e Lima, Grande Recife.


Adicionar comentário

Importante: O conteúdo postado neste espaço é de responsabilidade do autor.


Código de segurança
Atualizar

Entre para postar comentários