Veja os resultados de outras Loterias

Mega
Lotomania
Quina
Lotofácil
Dupla
Timemania
Federal

Obra permite que visitantes entrem em quadro de Van Gogh em MG

Publicidade
  Exposição Van Gogh Juiz de Fora 1 (Foto: Nathalie Guimarães/ G1)Exposição Van Gogh Juiz de Fora 1 (Foto: Nathalie Guimarães/G1)

Uma instalação em cartaz neste mês no Centro Cultural Bernardo Mascarenhas (CCBM), em Juiz de Fora, permite interagir com um trabalho do artista holandês Vincent Van Gogh. Os visitantes podem entrar, tocar e se sentar em “O quarto do artista em Arles” na Galeria Arlindo Daibert. A instalação idealizada por Rafael Ski recria o quadro do artista sob nova perspectiva e em proporções reais, para que as pessoas possam interagir e sentir as sutilezas do ambiente transposto da tela para a realidade.

A nova abordagem da obra de Van Gogh está atraindo a curiosidade dos visitantes do CCBM. O servidor público Wesley Borel foi surpreendido pelo efeito. "Eu já conhecia a obra de Van Gogh de um museu em Amsterdã. Aqui, na instalação, é inusitado. Você pode ficar, literalmente, dentro do quadro", descreveu.

O trabalho conquista até quem não conhecia a obra inicialmente, como o caso da comerciante Daniele Lamas, que estava no Centro Cultural para outro evento. Ela viu a instalação de longe e ficou curiosa. "Cheguei perto para ver o que era e achei muito interessante", disse ela, que aproveitou para fazer o registro fotográfico do quarto.

O professor de Arquitetura Frederico Braida destacou o potencial da instalação como oportunidade de ensino. "Já conhecia o trabalho do artista e gosto. É uma forma diferente de aprender sobre a obra ao poder se inserir na tela", analisou.

Exposição Van Gogh Juiz de Fora 2 (Foto: Nathalie Guimarães/ G1)Visitantes podem tirar fotos na instalação
(Foto: Nathalie Guimarães/ G1)

Como parte da interação, uma câmera fixada em frente à instalação irá captar fotos dos visitantes, e um software processará a imagem alterada com efeitos que remetem às pinceladas de Van Gogh. O visitante, após posar para a câmera, poderá imprimir a fotografia e levar para casa. As imagens também serão exibidas no site do projeto que também terá um modelo 3D do quadro.

O objetivo do projeto é fazer uma releitura de Van Gogh e permitir a discussão dos novos rumos da arte em relação ao surgimento de novas mídias, além de mostrar novas possibilidades artísticas. "Surgiu de uma forma meio despretensiosa, em meio a pesquisas sobre novas mídias e tecnologia para instalações interativas. Encontrei um código livre que lembrava um pouco as pinceladas de Van Gogh com fotos. O trabalho que eu tive foi de adaptar para uma câmera ao vivo. Aí eu comecei a achar que poderia fazer um trabalho maior", explicou o artista Rafael Ski em entrevista ao MGTV.

Ainda de acordo com ele, a ideia inicial era fazer um cenário, mas acabou rendendo algo com vida própria. "Durante a pesquisa para construção deste quarto, ele começou a se tornar uma coisa tão interessante, que acabou se tornando a obra principal e o que era o início virou um complemento", contou. Mais de 20 pessoas trabalharam na criação da instalação, de marceneiros a estudantes de Arquitetura, ara construir a representação do quadro, que durou cerca de um ano.

A obra fica exposta até 27 de abril, com visitação de terça a sexta-feira, das 9h às 21h e aos sábados e domingos das 10h às 21h. A entrada é gratuita.

Exposição Van Gogh Juiz de Fora 3 (Foto: Nathalie Guimarães/ G1)Instalação inspirada em Van Gogh fica em cartaz até o fim do mês no CCBM (Foto: Nathalie Guimarães/ G1)

Adicionar comentário

Importante: O conteúdo postado neste espaço é de responsabilidade do autor.


Código de segurança
Atualizar

Entre para postar comentários